Páginas

sábado, 4 de dezembro de 2010

ME VIRAS AS COSTAS...


Me viras as costas
Atrás de ti fechas a porta
E te vais
Nem repara na lágrima que cai
Solitária
Como é solitário meu viver
Aqui sem te ter...
 
Me viras as costas
Permaneço sem saber o que falar
Queria de volta te chamar
Mas as paredes
Elas não vão escutar...
 
Me viras as costas
Fico no meu canto
Perdi todo o encanto
Na alma um doído pranto
Do amor sufocado
No peito guardado...
 
Me viras as costas
Esqueces meu amor
Não percebes a dor
Nem ouves a razão
Meu teimoso coração é teu
Mas para ele viras as costas...
(Anna Lúcia)

13 comentários:

AC disse...

Caminhos opostos, coração que sofre...
Belo o canto do desencanto.

Beijo :)

Janaina Cruz disse...

Há quem consiga ser covarde o bastante e deixar um amor pra trás, deixá-lo morrer como plantas ao sol.
E quem com isso sofre tem que renascer, não importa como, nem porque, a alma tem que estar ao sol, esperando florescer um novo futuro.
Lindo poetar Anna, que seja lindo teu final de semana.

Flor da Vida disse...

Ah! Amiga, e como dói esse amor quando nos invade e não temos como desagua-lo porque a pessoa amada simplesmente se vai, insensível, sem olhar pra traz... Lindo e profundo poema!!! Carinhos meus pra ti... Bjsss

iglesiasoviedo disse...

Hermoso poema de amor y desamor, me gusta tu poesía, ese dolor del amor deseado y que no conseguimos.
Gracias por tu esperada visita.
Que tengas una feliz semana.
Te sigo.

Felipa disse...

Amor que se vai, porta que se abre para um novo amor... Assim deveria ser, em vez de ficar fechada em nosso peito tanta dor...
Belo poema, Beijo

O Árabe disse...

Mas o tempo passa, amiga, e um novo amor nascerá... mais digno, decerto, de ti. Belos versos, embora tristes! Boa semana, fica bem.

Olhos de mel disse...

Querida amiga; infelizmente a vida tem dessas coisas. Uma certeza; ele não te merece e a vida vai lhe dar a oportunidade de sentir o que é ser amada de verdade. Se dê essa oportunidade.
Boa semana! Beijos

poetaeusou . . . disse...

*
amiga
um sentido poema,
,
não interessa se a
porta está ou não fechada,
desde que não faças sofrer o teu
coração, não feches, tranca-o !
,
conchinhas,
,
*

Sonhadora disse...

Minha querida

Um lamento chorado...sentido.
O amor dói como chama acesa.

Deixo um beijinho com carinho
Sonhadora

Nilson Barcelli disse...

Poema com palavras sofridas, mas belíssimo.
Gostei imenso.
Um beijo.

Flor da Vida disse...

Olá amiga linda e adorável! Vim lhe desejar uma linda noite, e lhe deixar carinhos... Bjsss

A.Tapadinhas disse...

Imperdoável virar as costas a um coração tão compreensivo, tão cheio de amor!

Beijo,
António

PS Agradeço a simpática visita ao Sem Margens!

Amanda Silva disse...

Caramba, quanta rejeição.