Páginas

terça-feira, 7 de dezembro de 2010

Simplesmente Te Amo...

Não vejo teu rosto
Mas vejo a ti na estrela que brilha ...
Não me vejo refletida em teu olhar,
Mas te sinto dentro de mim
A cada batida do meu coração
Mesmo não beijando seus lábios
Conheço e me sacio com teu sabor...
Ainda que não sinta teu toque
Te percebo em meu corpo
Que clama e se agita pelo teu ...
Não consigo te tocar com as mãos,
Mas te pressinto em meus sonhos ...
Não inspiro teu perfume,
E ainda assim vivo inebriada de ti...
Não conheço tua história,
Não sei quem você é,
Mas sei que você faz parte da minha ...
Não entendo este sentimento,
Um turbilhão de emoções
Que vai da tempestade a calmaria
Que me perturba e extasia,
Me faz feliz e me deixa triste...
Não sei de onde vem este sentimento 
E sei menos ainda para onde irá me levar ...
Todavia sei que me perco nele
E que me escondo em mim mesma
Para me reencontrar em você
Simplesmente porque te amo.
(Ana Lúcia)  

15 comentários:

Pena disse...

Simpática Amiga:
Um delicuioso poema de amor.
Perfeito. Adorei.
Bem-Haja, pela pureza e beleza.
Abraço amigo de respeito.
Sempre a estimá-la e a lê-la com atenção.

pena

Excelente!
MUITO OBRIGADO pela pura amizade.

V♥Gitana® disse...

Olá..
Vim agradecer seu carinho no meu blog.
Adorei seu cantinho com lindas poesias, e um lugar muito aconchegante.
Obrigada pelo seu carinho!!
Milhôes de Besos com Fraguimentos de Amor!!

Chica disse...

Lindo amor e poema!um beijo,chica

Pelos caminhos da vida. disse...

Que deilicia de poema Anna.

beijooo.

Everson Russo disse...

Gosotos amar assim, sentir assim, descobrir se assim a cada instante da vida,,,enorme beijo pra ti querida...um lindo dia.

Bandys disse...

O amor é a asa veloz que Deus deu à alma para que ela voe até ao céu.

E quando eu chego no céu, eu descubro todo o amor que existe em mim.


Lindo seu poema, alias aui sempre se fala de amor com maestria.

Mil beijos e o desejo de um dia de luz e paz. ☺

Flor da Vida disse...

Amiga linda, teus versos me vestiram... Lindo, lindo, o seu poema!!! Deixo carinhos pra ti... Bjsss

*Simone Fernandes* disse...

Oi Anna, que linda essa poesia. Amei, me identifiquei com ela em cada verso. Parabéns!!!

Bjos,


*Simone*

Daniel disse...

Fico muito feliz quando leio sobre o amor nos blogs que visito, pois as pessoas andam se esquecendo do romantismo que habita nele.

Parabéns.

Daniel

Daniel Costa disse...

Anna

O teu poema merece mais visitas, gosto muito de como o esquematizaste
Beijos

lucidreira disse...

Todos os pensamentos, poemas citações que falam de AMOR é de uma sutileza sul real.
Ai de quem não passe a direcionar um pouca da sua vida na direção dle.
Seu espaço também é muito bom e diversificado em poesias.
Te sigo e coloquei seu link na lista em blogs que leio.

up disse...

Anna,

Estou retribuindo sua visita. Poucas vezes vi e li blogs que acalmam. O seu esta entre os poucos. Só é preciso ler, para ver...
Te acompanharei.

Abç,
Peter

† Dandara † disse...

Anna. Minha querida, Anna venho aqui
agradecer-te pelo belo comentário em meu cantinho. Amei imensamente seu post;*

O amor é o sentimento mais puro que existe nos corações de quem se amar.


Amo seu blog,minha linda !


Bjos! Dandara ;*

José Vitor disse...

Ana, fiz uma interpretação momentânea, devo ter acertado... Não importa!, O que importa é a beleza desta poesia:

Que grande integração!
Não vê-lo mas sabê-lo nas estrelas
Não olhar olho a olho, mas ser a menina dos olhos instantes.
Não estar próximo, porém sendo tocada
ainda que nunca sentiste toque, porém percebes entre o infinito o gesto de um corpo, até mesmo da garganta: declarações fortuitas.
Não unir-se a beijos, mas apurar o néctar da flor
Dormir sem noite, só sonhos.
Não aspirar o mesmo ar, contudo, embriagar-se nos prazeres.
Não reconhecer do entardecer sua hora, porém dobrar-se no lençol e participar momentos, criar-se pela madrugada fictícias de orgia.
mais logo desarrumar-se nos turbilhões
e passar acreditar que os pressentimentos possam surgir das tempestades

Virginia disse...

que delícia ler coisas assim.